Simplesmente Flávia Wenceslau…

2012-10-01-16.03

Sabe aquela canção que toca fundo na alma e nos inspira? Flávia Wenceslau possui um monte delas…

Cantora Paraibana, tem a música no sangue, incentivada pelo pai, que também era músico. Conheci o trabalho de Flávia, através de minha mãe, que um dia chegou e me disse:

“Escute esse CD. As músicas são maravilhosas!”

O CD era o “Agora” primeiro trabalho de Flávia. Eu então adolescente, no auge da música internacional e eletrônica, achei estranho minha mãe me apresentar uma cantora de MPB regional. Mas quando ouvi, fui me encantando com cada verso, cada melodia e canção. Eram músicas tão profundas, tão vividas e verdadeiras que o disco quase “furou” de tanto que escutei. Sem falar da voz… Flávia Wenceslau tem uma voz forte e doce ao mesmo tempo, que embala nossos sentimentos em uma viagem ao nosso interior, a natureza e as coisas belas da vida.

Tive oportunidade de conhecer Flávia em um casamento, em 2010. Era um sítio muito bonito, no final da tarde, ela estava sentada com seu saião, observando o lugar. Cheguei perto e fiquei tão emocionado que nem consegui conversar. Isso porque as suas canções estão na minha história, já me ajudaram a passar por situações difíceis, fortalecendo a minha fé.

Como a canção “Todo céu de estrelas”, que por muitas vezes já chorei pensando em dias melhores…

“Somente o coração

tem a resposta certa.

O fio da razão

é o que te faz alerta.

Quem sabe a emoção

é quem faz suas descobertas.

E nada é em vão,

nem mesmo o grito

que ainda te resta pra contar

todo o céu de estrelas

e ainda restará

anoitecer pra vê-las,

de todo o azul do mar

serás segredo e calmaria

e ainda restará

pedir a paz de um novo dia…”

Todo céu de Estrelas- Agora

Como pode uma música tocar tão profundamente a alma? Em entrevista para o Transformar e Voar, Flávia contou que suas canções são escritas a partir de suas vivências. “Eu sempre escrevo em seguida dos acontecimentos de minha própria vida, ou das minhas emoções, da minha busca por respostas, por aprender e compreender as coisas da vida. Todas as minhas canções tem sua história e seu motivo. Eu não saberia, por exemplo, escrever ficção, imaginar personagens. O que me inspira é o real, seja triste ou alegre” explicou.

As canções de Flávia sempre falam de sentimentos, natureza, amor, amizade, vida. São canções que me fazem ver como a vida é simples. Na verdade muito simples…

“Se um passarinho é livre, leve ao vento

O seu voar será meu pensamento

Pois tudo busca a infinita

Fonte da transformação”

Louvado Seja- Quase Primavera.

“Ser simples pra mim é conseguir  apesar da imperfeição, sentir-se parte da natureza de modo que isso gere uma paz interior onde a necessidade existente é apenas a necessidade de viver o aqui e agora plenamente.” diz Flávia.

Seu segundo trabalho, “Quase primavera” eu conheci em um momento muito especial da minha vida, quando minha busca por autoconhecimento começou.  E essa busca, por se conhecer, não é uma tarefa fácil, exige força e desapego.

“Uma parte do meu coração nem me chamou e foi embora

Se mandou no mar sem fim

Não tem saudade, não tem hora pra voltar

Como se todo seu tesouro fosse estrelas de endereço

E uma velha embarcação…

Uma parte do meu coração não me avisou que assim seria,

Conhecer os temporais pra ter alguma calmaria

Achou por bem se entregar com a mesma força

Que o silêncio se entrega à sua casa, mansidão…”

Segredos do Mar- Quase Primavera

Se conhecer é se jogar neste mar chamado vida. Flávia acredita que tem coisas que são fáceis de abrir mão, mas outras não. Para viver com simplicidade “é preciso diferenciar,ter paciência e saber que não que conseguiremos nos desapegar de uma só vez” diz.

Na canção “Os dias” Flávia se define “tão pequena e tão feliz, sou do tempo eterno aprendiz”. E assim inspirado por suas canções, procuro reconhecer minha pequenez diante a imensidão da vida.  Seu terceiro trabalho “Saia de Retalho” foi lançado em 2010 e conta com participação de Margareth Menezes e Mariene de Castro.

“Não quero relógio caro

É o tipo de emoção que não me vale a pena

Eu prefiro tua companhia no cinema

Um sorvete, no meio da tarde

Me faz tão feliz”

Saia de Retalho.

Felicidade… algo que estou buscando com todas as minhas forças e cada vez que ouço Flávia, sinto que esse sentimento realmente existe. “Não sei ainda o que é a felicidade, mas acredito que quanto mais conectado com a natureza estivermos mais felizes seremos. Talvez seja a serenidade de aceitar a vida como ela é, sem revoltas, sem ganâncias. Conseguir confiar no tempo e naturalmente sentir-se grato” sugere Flávia.

Em 2015 Flávia está preparando novidades. Um novo trabalho vem por aí e também o nascimento do seu terceiro filho. “Deixo um grande beijo para todos que acompanham meu trabalho  e com tanto carinho que recebo” despediu –se.

Flávia, obrigado por nos encher de bons sentimentos, pela entrevista e “Te desejo vida, longa vida” para nos proporcionar mais momentos de felicidade.

Conheça o trabalho de Flávia Wenceslau aqui: http://flaviawenceslau.com.br/

Um pensamento sobre “Simplesmente Flávia Wenceslau…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s